sábado, 12 de janeiro de 2013

CAFAYATE A SUSQUES

Olá Pessoal

Saimos de Cafayate às 8:40 horas do dia 24/12/12 com destino a Susques. Pegamos a RN 68 com destino a Salta, Jujuy e as montanhas coloridas de Purmamarca.

Há poucos quilômetros de Cafayate começa a famosa Quebrada das Conchas ou simplesmente as Quebradas de Cafayate.


Quebrada das Conchas, Cafayate
Estas formações rochosas de beleza ímpar são comparadas ao Grand Cânion americano.

A cada curva uma nova formação rochosa, algumas com seus apelidos peculiares de castelo, monge, garganta do diabo, anfiteatro e uma infinidade de quebradas ao longo de muitos quilômetros desta rodovia.

Fotos da Quebrada das Conchas no link: http://digiphotus.blogspot.com.br/2013/03/quebrada-das-conchas.html

Aos poucos a vegetação vai surgindo e as quebradas vão ficando para trás.

Ao chegar em Salta os GPS's entraram em conflito e nós acabamos entrando numas quebradas. 
O Navit indicava caminho por dentro da cidade, pela famosa "Cornija" caminho velho e tortuoso entre as duas cidades e o Garmin indicava saída pela RN 9. 
Por fim resolvemos seguir o Garmin, mas já estávamos dentro da cidade.

Também tínhamos que abastecer. Na segunda tentativa conseguimos um YPF que aceitava cartão de crédito(precisávamos poupar pesos para o trecho final da viagem na Argentina).

Depois de abastecidos veio a surpresa: as máquinas do posto não aeitavam cartão com chip. Depois de muitas tentativas, inclusive na máquina da lanchonete, propusemos duas alternativas: retirar o combustível ou aceitarem pagarmos com reais.

Véspera de natal, dono do posto viajando, gerente de folga e funcionários perdidos. Depois de ligarem para meio mundo e sem resposta, um funcionário resolveu bancar a coisa. Para que ele não tivesse prejuízo fizemos o câmbio nos mesmos parâmetros que tínhamos comprado os pesos e o Reginaldo ainda resolveu dar uma gorgeta.

Completamos o tanque com 30,3 litros de gasolina neste YPF de Salta, perfazendo uma média de 18,2 km/l desde o abastecimento de General Güemes.
  
Depois da confusão, o Garmin conseguiu achar o caminho pela RN 9 e finalmente paramos para almoçar no YPF de General Güemes.

Depois fincamos pé na estrada em direção a Jujuy e Purmamarca.

Depois de Jujuy a rodovia segue por um vale montanhoso em direção a Purmamarca e Humahuaca.

Chegamos cedo nas montanhas coloridas de Purmamarca  e resolvemos continuar viagem para Susques.

A visão das montanhas coloridas de Purmamarca é simplesmente fantástica e digna de registro.

Fotos das montanhas coloridas no link:  http://digiphotus.blogspot.com.br/2013/04/purmamarca-e-as-quebradas-de-humahuaca.html

Seguindo pela RN 52, logo depois do  vale das montanhas coloridas de Purmamarca há uma das subidas sinuosas mais fantásticas de todo o mundo, a Costa de Lipan. 

São paisagens de tirar o fôlego. Se ascende em caminho sinuoso de 2.192 m.a.n.m. até 4.170 metros acima do mar em Abra de Potrerillos, ponto culminante da rodovia.

No meio da subida houve a formação de tempestade com raios e trovões. Antes de Abra de Potrerillos começou a chover. No alto das montanhas próximas notamos a formação de pequena camada de neve.

Fotos da Cuesta de Lipan no link: http://digiphotus.blogspot.com.br/2013/05/cuesta-de-lipan.html

Subida de entortar GPS, Costa de Lipan

Depois desta subida se atinge a Puna Atacamenha, região árida do altiplano andino, caracterizada por grande quantidade de salinas perto das divisas da Argentina, Chile e Bolívia. 

Seguindo pela RN 52 logo se chega nas Salinas Grandes, pouco antes de Susques.

Por pura sorte de viajante, chegamos nas Salinas Grandes no final de tarde, sendo premiados com por do sol, garoa e arco-íris completo. Fenômeno raro e que nos deixou extasiados. Ao sairmos dos carros foi difícil de suportar o vento e garoa gelados.

Fotos do por do sol nas Salinas Grandes no link: http://digiphotus.blogspot.com.br/2013/05/por-do-sol-nas-salinas-grandes.html

Nas Salinas Grandes
Depois de Salinas Grandes segue novo trecho de planície até perto de Susques, quando há novo trecho montanhoso. Então se desce até 3.600 m.a.n.m., altitude de Susques.

Finalmente lá pelas 21:30 horas chegamos no bucólico vilarejo de Susques, onde nos hospedamos.    

Percorremos  510 km neste trecho da viagem. Desde o início da expedição já percorremos 2.874 km.

Trilhas de GPS deste trecho da viagem:
http://www.openstreetmap.org/user/jairo58/traces/1374137
http://www.openstreetmap.org/user/jairo58/traces/1374139

Imagens dos mapas com o trajeto percorrido neste trecho da viagem:

Cafayate até Jujuy

Jujuy até Susques
 
 Até mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário